Família paquistã se desloca devido às enchentes Família paquistã se desloca devido às enchentes  (AFP or licensors)

Paquistão: 4 milhões de crianças ainda vivem em ambiente insalubre

Segundo o UNICEF, a mais de quatro meses após a declaração do estado de emergência nacional no Paquistão por causa das enchentes, cerca de 4 milhões de crianças ainda vivem perto de águas contaminadas e estagnadas, colocando em risco a sua sobrevivência e saúde

Vatican News

As infecções respiratórias agudas entre as crianças, uma das principais causas de mortalidade infantil em todo o mundo, aumentaram muito nas áreas afetadas pelas enchentes no Paquistão. Além disso, o número de casos de crianças identificadas como atingidas pela desnutrição aguda grave em áreas afetadas e monitoradas pelo UNICEF quase dobrou entre julho e dezembro em comparação com 2021. Estima-se que 1,5 milhão de crianças ainda precisem de urgentes intervenções nutricionais para a sobrevivência.

Acabaram as chuvas, mas a crise continua

Abdullah Fadil, representante do UNICEF no Paquistão, afirmou que “as crianças que vivem nas áreas afetadas pelas enchentes no Paquistão foram levadas ao limite”. "Embora tenham acabado as chuvas, para as crianças a crise continua. Quase 10 milhões de meninas e meninos ainda precisam de apoio imediato para salvar vidas e estão caminhando para um inverno rigoroso sem abrigo adequado. Desnutrição aguda grave, doenças respiratórias e transmitidas pela água, junto com o clima frio, estão colocando milhões de vidas jovens em risco." “À medida que as famílias começam a retornar aos seus vilarejos, nosso trabalho os acompanha”, declarou o representante do UNICEF. “Nossas equipes móveis de saúde, nutrição e água continuam a responder às necessidades imediatas de salvamento de vidas, enquanto ajudamos a restaurar e reabilitar as instalações existentes de saúde, água, saneamento e educação, apoiando os esforços do governo para recuperação e reconstrução resiliente ao clima”. Sabemos que a crise climática desempenhou um papel central no agravamento das calamidades que acontecem no Paquistão. Devemos fazer tudo ao nosso alcance para garantir que meninas e meninos paquistaneses possam se recuperar totalmente da atual catástrofe e protegê-los e tutelá-los da próxima."

As ajudas

Enquanto o mundo busca a recuperação e a reconstrução, o UNICEF exorta os países a priorizar as necessidades imediatas e de longo prazo das crianças por meio da prestação de assistência baseada nas necessidades e que permita uma resposta e uma recuperação que acompanham as crianças à medida que elas crescem. O retorno às suas para casa, enquanto se constrói e fortalece as infraestruturas e serviços resilientes ao clima que cheguem às crianças e famílias necessitadas com cuidados de saúde, nutrição, aprendizado, proteção e higiene. O atual apelo do UNICEF de 173,5 milhões de dólares para fornecer apoio vital a mulheres e crianças afetadas pelas enchentes no Paquistão foi financiado em apenas 37 por cento.

Obrigado por ter lido este artigo. Se quiser se manter atualizado, assine a nossa newsletter clicando aqui

09 janeiro 2023, 12:13