Encontro entre o Papa Francisco e o Patriarca Tawadros II Encontro entre o Papa Francisco e o Patriarca Tawadros II 

Francisco e Tawadros juntos para o 50º aniversário do encontro entre Paulo VI e Shenouda III

O patriarca copta ortodoxo participará da audiência geral em 10 de maio. No dia seguinte haverá um momento de oração comum com o Papa Francisco. No domingo, 14 de maio, Tawadros celebrará uma Liturgia Eucarística para os fiéis coptas na Basílica de São João de Latrão.

Vatican News

O Patriarca Tawadros II, Papa de Alexandria e chefe da Igreja copta ortodoxa do Egito, chega na terça-feira, 9 de maio, a Roma para uma visita de seis dias. Nos dias 10 e 11 de maio, conforme o tuíte da Secretaria de Estado, o Patriarca comemorará junto com o Papa Francisco o quinquagésimo aniversário do encontro histórico de seus predecessores, São Paulo VI e Papa Shenouda III, ocorrido em maio de 1973.

Ouça e compartilhe

Nesta ocasião, o Patriarca Tawadros participará da audiência geral na quarta-feira, 10 de maio. Na quinta-feira, 11 de maio, terá um encontro privado com o Papa Francisco, com quem fará um momento de oração, e depois irá ao Dicastério para a Promoção da Unidade dos Cristãos. O Patriarca também se encontrará com os fiéis da comunidade copta residentes em Roma, para os quais celebrará uma Liturgia Eucarística no domingo, 14 de maio, na Basílica Papal de São João de Latrão.

Numa entrevista à mídia vaticana em abril passado, o padre Hyacinthe Destivelle, membro do Dicastério para a Promoção da Unidade dos Cristãos, ilustrou esta importante visita, definida como "um marco" no caminho ecumênico. Padre Destivelle recordou a Declaração Conjunta assinada pelo Papa Montini e pelo Patriarca Shenouda em 10 de maio de 1973, que serviu "de modelo para acordos semelhantes com as outras Igrejas Ortodoxas Orientais, que reconhecem os três primeiros Concílios". Ele sublinhou que esta visita também se realiza 10 anos após o primeiro encontro entre Francisco e Tawadros.

No centro do encontro de oração do dia 11 de maio estará o tema do ecumenismo do sangue, em memória dos tantos mártires das diversas confissões cristãs: "Para o Papa Francisco - disse Padre Destivelle - o sangue dos mártires é semente de unidade. Os mártires já estão reunidos no céu, diz sempre o Papa, não são mortos porque são católicos, ortodoxos ou protestantes, mas porque são cristãos. Então eles já estão reunidos na glória de Deus porque sofreram pelo nome de Cristo. O sangue dos mártires grita mais alto que as nossas divisões".

A Igreja copta ortodoxa do Egito, informa o tuíte da Secretaria de Estado, é uma das realidades mais importantes no panorama eclesial do Oriente Médio, onde, nos últimos tempos, as comunidades cristãs enfrentam situações de grande dificuldade.

Para esta ocasião, o Dicastério para a Promoção da Unidade dos Cristãos publica um livro comemorativo intitulado “A Igreja Católica e a Igreja Copta Ortodoxa. 50º Aniversário do Encontro entre o Papa Paulo VI e o Papa Shenouda III (1973-2023)”. O livro, lê-se no site do Dicastério, contém os principais documentos que testemunham a aproximação entre a Igreja Católica e a Igreja Copta Ortodoxa a partir do Concílio Vaticano II, precedidos por um prefácio comum do Papa Francisco e do Papa Tawadros II. Publicado pela Livraria Editora Vaticana, é o terceiro volume da nova série "Ut Unum Sint" do Dicastério para a Promoção da Unidade dos Cristãos.

Obrigado por ter lido este artigo. Se quiser se manter atualizado, assine a nossa newsletter clicando aqui

08 maio 2023, 14:13