Familiares das vítimas do incêndio em Qaraqosh, no Iraque Familiares das vítimas do incêndio em Qaraqosh, no Iraque  (AFP or licensors)

A dor de Francisco pela tragédia do incêndio em festa de casamento no Iraque

Em telegrama assinado pelo secretário de Estado do Vaticano, o Papa reza pelas 120 vítimas mortas em incêndio registrado em festa de casamento em Qaraqosh, localidade de maioria cristã na região de Mosul. O fogo também feriu cerca de 150 pessoas.
Ouça a reportagem e compartilhe

Andressa Collet - Vatican News

Uma notícia terrível, ainda mais porque o horror foi desencadeado em um dia que deveria ser símbolo de alegria: em uma festa de casamento. É a história de um matrimônio que terminou em tragédia depois que um incêndio queimou o salão onde os recém-casados comemoravam com seus convidados em Qaraqosh, localidade de maioria cristã, dentro da província de Nínive, no norte do Iraque. A tragédia aconteceu na última terça-feira, 26 de setembro, causando a morte de 120 pessoas e ferindo outras 150, muitas com queimaduras graves.

O telegrama do Papa

Um telegrama do Papa, escrito em língua inglesa e assinado pelo secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin, foi enviado ao arcebispo de Mossul dos Sírios, Benedectos Younan Hano, nesta sexta-feira (29). Francisco disse estar "profundamente triste ao saber dos efeitos devastadores" do incêndio e garantiu "proximidade espiritual a todas as pessoas afetadas por essa tragédia", com uma oração especial pelas famílias das vítimas, pelos feridos e por quem ajudou no socorro de emergência.

A investigação das autoridades

Segundo a agência de notícias Reuters, as autoridades do Iraque anunciaram a prisão de 14 pessoas relacionadas ao incêndio na festa de casamento. Entre os detidos, estão os proprietários do espaço onde o evento aconteceu. As chamas no local teriam se espalhado após fogos de artifício terem sido acesos. Quase 900 convidados estavam no salão, segundo o Ministério do Interior. 

A Defesa Civil do país disse que a estrutura do espaço tinha painéis altamente inflamáveis e contrários às normas de segurança, o que pode ter contribuído para a rápida expansão do incêndio. Também não havia saídas de emergência suficientes. O governo também já determinou inspeções em locais de grande aglomeração de público, como hotéis, escolas e hospitais.

Na manhã desta quinta-feira (28), houve uma missa na cidade para homenagear as vítimas. De acordo com a agência de notícias Ansa, nas paredes da Igreja da Imaculada Conceição em Qaraqosh, visitada em março de 2021 pelo Papa Francisco durante sua visita ao Iraque, foram colocadas fotos das vítimas do incêndio entre mulheres, homens e crianças de todas as idades. "É uma tragédia que nunca será esquecida", disse Najiba Yuhana, de 55 anos, que perdeu parentes na festa. 

Obrigado por ter lido este artigo. Se quiser se manter atualizado, assine a nossa newsletter clicando aqui

29 setembro 2023, 11:49