Busca

Delegação da Federação Nacional Itália-China Delegação da Federação Nacional Itália-China   (Vatican Media)

Felicitações do Papa Francisco para o Ano Novo Chinês

Ao receber em audiência a Federação Nacional Itália-China na manhã desta sexta-feira (02/02) no Vaticano, o Pontífice expressou seus votos de que o Ano Novo Chinês, celebrado no próximo dia 10, "seja fecundo e abundante em bens".

Thulio Fonseca - Vatican News

Na manhã desta sexta-feira, 02 de fevereiro, o Papa recebeu em audiência os membros da Federação Nacional Itália-China por ocasião do 10º aniversário de fundação e no contexto das comemorações do Ano Novo Chinês. O objetivo da organização sem fins lucrativos é promover intercâmbios econômicos, políticos e culturais entre a Itália e a China e, ao mesmo tempo, intensificar a troca de ideias, bens, serviços e capital entre os dois países. A Federação também organiza eventos para a celebração do Ano Novo Chinês, que será celebrado no próximo dia 10 de fevereiro.

Compartilhar os valores sociais

O Papa recordou que há algum tempo, além de organizar eventos para as comemorações do Ano Novo, a Federação “apoia várias iniciativas que visam promover o diálogo entre a Itália e a China, abordando os desafios da integração cultural, da educação e dos valores sociais a serem compartilhados”. 

“Expresso meu apreço e vos encorajo a continuar no caminho que empreenderam e a perseguir esses objetivos com generoso compromisso, de modo que o conhecimento mútuo entre as comunidades italiana e chinesa possa contribuir para o crescimento da acolhida e do espírito de fraternidade.”

Acrobatas da paz e da fraternidade

Francisco dirigiu seus agradecimentos à Academia de Artes Marciais Chinesas de Vercelli “pelas danças folclóricas inspiradas no Leão e no Dragão, que, segundo a tradição do nobre povo chinês, pretendem expressar o desejo de que o Ano Novo seja fecundo e abundante em bens". 

“Os acrobatas, como sabemos, são especialistas em exercícios e performances ousadas, digamos, de ‘alto risco’; observando essa dança acrobática, portanto, desejo que todos vós saibais sempre correr riscos no caminho do diálogo, tornando-vos acrobatas da paz e da fraternidade.” 

O Santo Padre concluiu seu discurso dizendo que acompanha a Federação com suas orações, e completou: "vos peço, por favor, que rezem também por mim".

Obrigado por ter lido este artigo. Se quiser se manter atualizado, assine a nossa newsletter clicando aqui

02 fevereiro 2024, 09:43