Busca

Monge budista toca as pegadas de Budha durante a celebração do Vesak em Bankok (2021) Monge budista toca as pegadas de Budha durante a celebração do Vesak em Bankok (2021) 

Karuna e Ágape: diálogo inter-religioso para curar as feridas da humanidade

Por ocasião da festa budista da Vesak, que comemora os principais acontecimentos da vida de Buda, o Dicastério para o Diálogo Inter-religioso envia uma mensagem aos budistas de todo o mundo
Ouça a reportagem

Irmã Grazielle Rigotti, ascj - Vatican news

Com uma mensagem entitulada: "Curando as Feridas da Humanidade e da Terra com Karuna e Agape", o Cardeal Miguel Ángel Ayuso Guixot, Prefeito do Dicastério para o Diálogo Inter-religioso, e o Secretário do mesmo Dicastério, Monsenhor Indunil Janakaratne Kodithuwakku Kankanamalage escreveram aos budistas por ocasião da festividade da Vesak. Eles enfatizaram a solidariedade e a compaixão como fundamento e condição para superar os sofrimentos e feridas da vida.

A mensagem parte da consciência da vulnerabilidade partilhada, como condição humana que "exige novas formas de solidariedade moldadas por nossas respectivas tradições religiosas, para as quais buscamos 'respostas aos enigmas não resolvidos da condição humana que agitam profundamente o coração humano'".

Vesak é uma época festiva para o budismo, pois se celebra o nascimento, a iluminação e a morte de Buda. Por isso, buscando inspiração nas palavras de Buda e de Jesus, a mensagem relebrou que a busca do karuna - compaixão para com todos os seres, foi também ensinada pelo Buda como um caminho que deve ser trilhado. "Aqueles que habitam com a mente acompanhada de compaixão oferecem um antídoto para as crises globais, oferecendo compaixão abrangente em resposta a males generalizados e interconectados", ressaltaram.

Do mesmo modo, para os cristãos, não há remédio mais eficaz do que a prática do ágape, afirmou a mensagem, aquele amor desinteressado que foi deixado por Jesus a seus seguidores, exemplificando ainda tal ensinamento com a parábola do bom samaritano que demonstra uma proximidade concreta com a pessoa em necessidade.

Por fim, exortando a vivência da compaixão como caminho para um mundo mais justo, pacífico e unido, o Prefeito e Secretário do Dicastério para o Diálogo Inter-religioso recordaram as palavras do Papa Francisco "a caridade, o amor é compartilhar em tudo o destino da pessoa amada. O amor nos torna semelhantes, cria igualdade, quebra muros e distâncias", e concluiram a mensagem desejando "abundantes bênçãos e a alegria de contribuir para a cura das feridas da sociedade e da Terra, nosso lar comum."

Obrigado por ter lido este artigo. Se quiser se manter atualizado, assine a nossa newsletter clicando aqui

21 abril 2023, 11:42