Busca

A XXXIV Jornada Mundial da Juventude, realizada na Cidade do Panamá em janeiro de 2019 A XXXIV Jornada Mundial da Juventude, realizada na Cidade do Panamá em janeiro de 2019  (Vatican Media)

5º aniversário da JMJ Panamá 2019. Os frutos daquele encontro com Jesus vivo

O encontro, realizado na Cidade do Panamá em janeiro de 2019, foi uma continuação da experiência sinodal de 2018, onde os jovens foram convidados a serem ouvidos e valorizados como protagonistas da Igreja. O padre João Chagas, responsável pelo Escritório Jovens do Dicastério, destaca a importância de reler a exortação pós-sinodal Christus Vivit para viver o espírito da JMJ no cotidiano.

Vatican News

A XXXIV Jornada Mundial da Juventude sobre o tema “Eis a serva do Senhor; Faça-se em mim segundo a tua palavra” (Lc 1, 38) foi celebrada na Cidade do Panamá, de 22 a 27 de janeiro de 2019, com a participação de cerca de 700 mil participantes de 140 países. Quase 46 milhões de pessoas acompanharam a JMJ através das redes sociais. Na semana que precedeu o encontro na capital, jovens peregrinos oriundos do mundo inteiro foram hospedados não somente nas dioceses panamenses, mas também nas costa-riquenhas.

Reler a “Christus Vivit” para viver concretamente o espírito da JMJ

“A JMJ no Panamá”, comenta padre João Chagas, responsável pelo Escritório Jovens do Dicastério, “foi a continuação da experiência sinodal que os jovens tiveram em 2018, quando o Papa Francisco os convidou a serem ouvidos e valorizados como protagonistas da Igreja”. “Hoje”, continuou Chagas, “cinco anos depois, convidamos nossos jovens a relerem a exortação pós-sinodal Christus Vivit, a concretizarem aquele Sínodo e a viverem o espírito da JMJ no cotidiano de suas vidas, em suas realidades como elas são”.

Papa Francisco durante a JMJ no Panamá
Papa Francisco durante a JMJ no Panamá

“Vós, jovens, sois o agora de Deus!”

“Vós, jovens, sois o agora de Deus! Ele convoca-vos, chama-vos nas vossas comunidades, chama-vos nas vossas cidades, para irdes à procura dos avós, dos adultos; para vos erguerdes de pé e, juntamente com eles, tomar a palavra e realizar o sonho que o Senhor sonhou para vós.” Assim, o Santo Padre encorajava os jovens presentes, convidando-os a “viver em concreto o seu amor” e a responder com um “sim” aos planos generosos do Senhor.

No dia 27 de janeiro de 2019, cerca de 700 mil jovens de todo o mundo reuniram-se no Campo São João Paulo II, na Cidade do Panamá, para a missa que concluiu uma intensa e profunda semana de celebrações da XXXIV Jornada Mundial da Juventude.

A maioria dos jovens que ouviram estas palavras do Santo Padre ao vivo era dos países da América Central, onde ainda hoje o encontro traz muitos frutos e bênçãos. 

Ulloa: o papel dos jovens panamenhos na Igreja e na sociedade continua a crescer

 “Esta experiência de comunhão eclesial uniu-nos ainda mais ao magistério do Papa Francisco, que também nos permitiu realizar a primeira JMJ mariana, o que foi extremamente significativo para a Igreja do Panamá, porque foi justamente através da Virgem Maria, sob a invocação de Santa María la Antigua, que a fé chegou até nós, transformando-nos na primeira diocese em terra firme do continente americano”, conta dom José Ulloa Mendieta, que chefiou a organização da JMJ 2019:

"Podemos afirmar que os frutos da JMJ no Panamá, pouco a pouco, vão surgindo. Atualmente, os jovens panamenses assumem cada vez mais o protagonismo em momentos importantes do país, onde a consciência ecológica e o compromisso social são cada vez mais visíveis, nas lutas pela defesa da criação. Cabe a nós continuar a acompanhar os jovens nestes processos, formá-los, orientá-los e deixá-los decidir livremente, para que vivam os valores do evangelho nos ambientes a que pertencem, sem medo de serem autênticos, gerando novas formas para alcançar a transformação eclesial e social de que precisamos na Igreja e na sociedade.”

Para comemorar a ocasião, na tarde desta sexta-feira, 26 de janeiro,  dom Ulloa celebrará uma Santa Missa na paróquia de San Francisco de la Caleta, ao término da qual será inaugurada uma exposição fotográfica em presença dos diretores e subsecretários do COL (Comitê Organizador Local) da JMJ 2019.

Fonte: Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida

Obrigado por ter lido este artigo. Se quiser se manter atualizado, assine a nossa newsletter clicando aqui

26 janeiro 2024, 17:20